Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Decoração - Postada em: 15/01/2019

Apartamento compacto é opção de moradia para influenciadora digital

A arquiteta Giovanna Gogogz foi responsável pelo projeto de arquitetura e decoração de seu próprio apartamento; o valor investido foi de R$ 26 mil reais.

Com 30m², 20m² ou até 10m² os apartamentos compactos surgiram nos últimos anos e viraram tendência, principalmente entre a Geração Millennials, que busca praticidade, conforto e economia. Entre os lançamentos residenciais na cidade de São Paulo em 2017, 58% mediam menos de 45 m², e esse é um número que cresce cada vez mais, de acordo com pesquisas e análises realizadas pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Um exemplo disso é o caso da arquiteta e influenciadora digital Giovanna Gogosz – com 25 mil seguidores no Instagram, em que divulga seus projetos de arquitetura, decidiu se mudar de uma casa grande, onde vivia com os pais, para morar em um apartamento de 26m², localizado na cidade de Barueri – São Paulo. “Tenho uma rotina muito corrida e senti a necessidade de apostar em um modelo de vida prático e econômico. Pensei em morar em um apartamento pequeno em que pudesse investir em móveis planejados para deixar tudo aconchegante e organizado”, comenta.

Ainda de acordo com Giovanna, também foi uma oportunidade de realizar o sonho de criar um projeto de arquitetura e decoração para ela mesma. “Estou acostumada a ver os olhos dos meus clientes brilharem quando o tão sonhado projeto fica pronto e não existe nada melhor do que compartilhar esse sentimento”, diz. O investimento de Giovanna foi de R$ 26 mil reais, mas de acordo com ela, o valor total seria de R$ 54 mil reais. “Fiz o projeto com parceiros, os fornecedores me venderam a preço de custo”, conta.

Conheça os detalhes do apartamento da arquiteta

Por se tratar de um apartamento de 26m², Giovanna, desde o início, tinha em mente que seria necessário projetar móveis planejados que tivessem mais que uma função, sempre seguindo um modelo contemporâneo e clean. “Como o estúdio é pequeno, pensei em elementos práticos e funcionais como: uma geladeira pequena que coubesse perfeitamente na cozinha, seguida por armários com objetos decorativos no nicho, localizado na parte superior do móvel, também foi possível aproveitar as laterais para guardar mais objetos”, conta Giovanna.

_MG_7898

Por mais que seja um estúdio, a ideia é que o ambiente ficasse com cara de lar. Para isso, no painel da TV, foram inseridos faixas de espelhos para dar amplitude ao ambiente, o rack se transforma em um banco de apoio a uma mesa, para que pudesse ser inserida uma sala de jantar. “A bancada de estudos também pode se transformar em uma penteadeira, a cama foi posicionada de forma estratégica em frente à TV para deixar o espaço livre no ambiente”, conta.

_MG_7896

A decoração também foi pensada de uma maneira exclusiva para o local. No banheiro, foi utilizado porcelanato amadeirado lembrando um deque, para trazer aconchego, contrastando com a cerâmica 3D de fundo. “Utilizamos um banco baú e um tambor que, além de serem um charme e combinarem com a decoração, também serviram para guardar mais coisas”, comenta.

_MG_7925

De acordo com a arquiteta, o apartamento ficou pronto para morar em três meses. “Normalmente esses prazos variam bastante, conforme os fornecedores, como eu fiz com parceiro, foi mais rápido. Por exemplo: algumas marcenarias pedem 45 dias úteis para entregar os móveis, conseguiram fazer para mim em 30 dias corridos”, conta Giovanna.

Segundo ela, os parceiros contribuíram muito para o apartamento ficar pronto rápido. “Contei com a ajuda do Inove Dalmobile, Revestimentos Prime, Villagres e Castelatto, Prime Iluminação, Wood Mobili e Itambor, Hau 2 Oz e, por fim, a Florence Egea”, completa.

Dicas para quem deseja ter um apartamento compacto

O mercado de apartamentos compactos cresce a cada ano, mas é importante ter um planejamento ao adquirir esse tipo de imóvel. De acordo com Giovanna, a principal dica para quem deseja adquirir um apartamento de pequena metragem, é investir em um projeto que supra todas suas necessidades e que seja aproveitado ao máximo. “Se o apartamento não for prático, fica difícil a organização e funcionalidade dos espaços, por isso, é importante pensar em lugares para se guardar equipamentos de limpeza, roupa de cama, balde, cobertor”, esclarece.

Outra orientação é ficar de olho nas sugestões das personal organizer. Giovanna conta que teve a ajuda da profissional Larissa Sorrentino, dona do Instragram @lalaorganizer, para ajudar na organização de seu apartamento. “O projeto determina muita coisa, mas quando você já tem espaços determinados tem que trabalhar dentro das limitações que existem ,é aí que a personal organizer atua, aproveitando ao máximo os espaços dentro de gavetas e móveis. Já vi caber o dobro de roupas só pelo modo de dobrar”, indica a arquiteta.

www.giovannagogosz.com

Fotos:Divulgação