Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Caixa01 Financiamento - Postada em: 14/02/2020

Caixa reduz taxas de crédito imobiliário para pessoa jurídica

Juros de linhas passaram de 9,25% para 6,50% ao ano + TR

 

Para clientes pessoas jurídicas que financiarem imóveis pela Caixa Econômica Federal, as taxas de juros dos contratos serão menores. O banco anunciou a redução nesse segmento, passando de 9,25% para 6,50% ao ano (a.a.), mais T (taxa referencial). A medida é válida para quem já possui relacionamento com a instituição financeira.

No caso de empresas que não têm relacionamento da Caixa, a taxa mínima do crédito imobiliário passou de 13,25% para 11,75% a.a. + TR. O prazo da construção é de 36 meses em todos os casos, enquanto que a carência é de 36 meses.

Em nota, o presidente do banco, Pedro Guimarães, ressalta que os novos indexadores da instituição permitem ao cliente da construção civil mais acesso ao crédito voltado para a produção imobiliária. Segundo ele, as medidas irão proporcionar a retomada dos lançamentos de empreendimentos, além da geração de emprego, renda e acesso a moradia.

A Caixa também anunciou o lançamento dos financiamentos corrigidos pela inflação oficial, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), e pelo CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Esses indexadores estão disponíveis para as linhas produtos “Apoio à Produção” (financia custo total da obra e permite à pessoa física financiar imóvel desde o início da construção) e “Plano Empresa da Construção Civil” (destinado para empresas que desejam produzir empreendimentos).

O crédito corrigido pelo IPCA + TR terá taxa mínima de 3,79% a.a. para pessoas jurídicas com relacionamento com o banco e de 7,80% a.a. para quem não tem relacionamento.

Já os financiamentos pelo CDI + cupom cambial terá juro mínimo de 1,48 a.a. para empresas com relacionamento com a Caixa e de 5,40% a.a. para aquelas sem relacionamento. No caso de linhas apenas com percentual do CDI, a taxa é de 119% para quem tem relação com a instituição e de 194% para quem não tem.

 

Informações: www.caixa.gov.br