Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Feli Financiamento - Postada em: 14/09/2021

Com projeção de elevação da Selic, bancos elevam taxas do crédito imobiliário

Especialista comenta que essa pode ser última oportunidade para quem quer aproveitar e financiar um imóvel com taxas atrativas

 

Com a projeção cada vez mais alta para a inflação, o mercado também subiu a expectativa para a taxa básica de juros para 8% a.a até o fim de 2021.

A Selic é a principal ferramenta no que se refere ao controle inflacionário. Nicolas Rebouças, especialista em crédito da Felí, comenta como esse aumento impacta no bolso do consumidor, sobretudo para quem precisa de financiamento.

A expectativa da Selic era 5%, passou para 6,5% e agora a projeção de número novo é 8%. E essa alta reflete nos juros imobiliários, com os bancos já sinalizando aumento das taxas.

“Acredito que essa seja a última ‘chamada’ para quem quer aproveitar e financiar seu imóvel com taxas ainda bem competitivas e que dificilmente vão demorar a se repetir”, explica o especialista se referindo ao período de menor índice da registrado da Selic no início desse ano.

“Para motivo de comparação, em 2015, a Selic estava em 14,5% ao ano e teve baixas consecutivas alcançando a média de 6,5% entre os anos de 2018 a 2019. Em 2020, estava em 2% e agora começou a subir novamente”, acrescenta.

O Santander foi o primeiro a anunciar 7,99% no começo de agosto. A Caixa, que tinha taxas a partir de 6,99%, passa a utilizar taxa a partir de 7,5%.

 

Informações: https://feli.com.vc