Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
mercado credito aluguel Financiamento - Postada em: 09/02/2021

Comparação online de crédito imobiliário gera economia de mais de R$ 140 mil segundo Melhortaxa

A maior plataforma digital do setor simulou diferentes condições de financiamento dos cinco maiores bancos do país avaliando quatro valores de imóveis e três idades diferentes do tomador

 

É possível economizar mais de R$ 140 mil no financiamento de um imóvel no valor de R$ 800 mil e quase R$ 60 mil em um imóvel de R$ 320 mil, dependendo da instituição financeira e da faixa etária do tomador. É o que aponta levantamento realizado pela Melhortaxa – maior plataforma digital de crédito imobiliário do Brasil – a partir da análise das taxas e condições praticadas pelos cinco maiores bancos do país no início deste ano.

A fintech simulou 12 diferentes cenários, avaliando quatro valores distintos de imóveis (R$ 320 mil, R$ 480 mil, R$ 640 mil e R$ 800 mil) e três idades diferentes de um tomador de crédito fictício (20, 30 e 45 anos), considerando um período de 360 meses (30 anos) para a amortização. A constatação é que pesquisar cuidadosamente as condições oferecidas por cada banco é fundamental para quem quer financiar um imóvel e não sair no prejuízo. Há plataformas online de comparação de crédito, como é o caso do portal www.melhortaxa.com.br, que aceleram esse processo e prestam consultoria gratuita para o cliente.

Taxas e Custo Efetivo Total variam de acordo com o banco

A variação nos preços contempla não apenas a taxa de juros praticada, mas também o chamado custo efetivo total (CET), expresso na forma de taxa percentual anual. Esse custo engloba todos os encargos e despesas envolvidos na transação de crédito, incluindo dois seguros obrigatórios – de morte e invalidez permanente e o de danos físicos do imóvel.

“Nem sempre juros mais baixos representam o melhor negócio para o tomador. Daí a importância de avaliar o CET, que precisa ser obrigatoriamente informado”, destaca Paulo Chebat, CEO da Melhortaxa no Brasil.

Mapeando as taxas dos cinco maiores bancos do país, a fintech aponta que a diferença entre a oferta mais barata e a mais cara pode chegar a R$ 278 mil para um tomador de 45 anos em um financiamento de R$ 800 mil. Mesmo em um cenário de financiamento mais acessível – R$ 320 mil –, a diferença ainda é grande: cerca de R$ 111 mil.

Chebat ressalta que a política de reajuste do MIP (seguro de morte e invalidez permanente) de cada banco vai sofrendo alterações e os valores aumentam conforme a pessoa fica mais velha. “É importante estar atento, portanto, aos bancos que oferecem reajustes menores para pessoas de maior faixa etária”, frisa.

Já para os mais jovens – 20 anos –, a economia pode chegar a quase R$ 50 mil, no caso de um financiamento de R$ 320 mil.

De acordo com o CEO da Melhortaxa, para se chegar a um bom negócio não tem segredo, a não ser uma boa pesquisa de mercado, não se esquecendo de observar o CET. “Também é preciso lembrar que a portabilidade é um direito do consumidor. Logo, é sempre possível migrar a dívida para outra instituição com melhores condições”, pondera.

 

Informações: www.melhortaxa.com.br