Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Rio de Janeiro Offices - Postada em: 28/08/2017

Condomínios logísticos ficaram um pouco mais em conta no RJ

Regiões de Duque de Caxias e Pavuna foram responsáveis por 79% das absorções do estado fluminense no 2º tri

 

O mercado de condomínios logísticos do Rio de Janeiro apresentou ligeira queda nos preços médios pedidos de locação, segundo dados divulgados pela Colliers International Brasil. O setor fechou o segundo trimestre do ano em R$ 22,00/m²/mês ante R$ 23,00/m²/mês dos três meses anteriores. Esse valor era mantido desde 2016.

Quanto às absorções brutas (ocupações), o estado contabilizou uma soma de 16 mil m², sendo que Duque de Caxias teve absorção de 6.582 mil m² e Pavuna, de 6.296 mil m². As duas regiões totalizaram 79% do que foi registrado no mercado fluminense.

Indicador que aponta as unidades vagas, a taxa de vacância (porcentagem de imóveis vagos, calculado em relação ao total de m2 úteis de espaços) no Rio fechou o segundo trimestre do ano em 25%, com a Avenida Brasil sem área disponível e com Duque de Caxias apresentando índice de 43%. Belford Roxo-Nova Iguaçu (33%) e Queimados-Seropédica (31%) também possuíram variações acima da média do estado, enquanto que Pavuna (13%) e Campos (7%) apuraram índices inferiores.

O inventário fluminense é de 1.590 milhão de m² e as regiões com os maiores inventários são Duque de Caxias (603 mil m²) e Pavuna (320 mil m²). Os menores inventários estão na Avenida Brasil (33 mil m²) e Campos (39 mil m²).

 

Informações: www.colliers.com/pt-br/brazil