Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
CredHome Financiamento - Postada em: 13/09/2019

CrediHome dobra volume de crédito e revisa meta para R$ 2,5 bilhões

Com o ritmo mais intenso de originações, as estimativas para 2019 foram revisadas para cima

O segundo semestre de 2019 começou aquecido para a Credihome. A plataforma online de soluções de crédito para compradores e proprietários de imóveis, saltou de R$ 764 milhões em volume de originação até o primeiro semestre para R$ 1,752 bilhão ao final de agosto.

O resultado representa um crescimento de 2,3 vezes sobre o total de crédito já aprovado pela startup conquistados em apenas dois meses. Com o ritmo mais intenso de originações, as estimativas para 2019 foram revisadas para cima subindo de R$ 2 bilhões para R$ 2,5 bilhões.

Segundo Bruno Gama, CEO da Credihome, a melhora na confiança do consumidor com cenário de juros mais baixos e a flexibilidade nos produtos de crédito imobiliário contribuíram com o aumento da demanda e aceleração dos volumes no último bimestre.

“A brasileiro voltou a enxergar imóveis como ativos importantes para construção de patrimônio, principalmente em um cenário de juros menores e com ofertas mais coerentes com a sua realidade como as que criamos na Credihome. Esses fatores têm fomentado tanto a demanda por financiamentos imobiliários quanto o uso do bem como garantia para destravar liquidez em empréstimos de longo prazo”, aponta Gama.

Compra Garantida

Um exemplo de produtos flexíveis criados pela Credihome é o “Compra Garantida”, que entende a necessidade de quem quer comprar um imóvel novo, mas ainda não vendeu o imóvel atual. Com o Compra Garantia, a Credihome libera recursos para a entrada na compra do novo bem, financiando até 40% do valor do imóvel e dando um prazo de até 3 anos para vender com calma o bem anterior.

Ao longo dos 36 primeiros meses, o cliente ainda paga apenas 20% do valor das parcelas. “Esse é um produto muito popular nos Estados Unidos e que fomos pioneiros em lançar para o consumidor brasileiro. Dá a agilidade que o cliente precisa para fechar negócio e até barganhar com dinheiro na mão, sem ser ter que fazer uma venda apressada do imóvel atual, muitas vezes gerando perda parcial do valor como ônus”, explica Gama.

Informações: www.credihome.com.br