Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Biblioteca Comunitaria de Heliopolis UNAS Cidades - Postada em: 15/05/2019

Cushman & Wakefield apoia revitalização da Biblioteca Comunitária de Heliópolis

Projeto de reestruturação do espaço receberá ao todo um aporte de R$ 250 mil

 

Inaugurada em 2005 com o objetivo de proporcionar o acesso aos livros e motivar o hábito da leitura em pessoas de todas as idades, a Biblioteca Comunitária de Heliópolis surgiu com o projeto de identidade cultural na comunidade homônima, localizada na zona sul da capital paulista.

Com o apoio de diversas entidades e do renomado arquiteto Rui Ohtake – que à época doou boa parte do acervo de mais de 12 mil volumes -, o espaço se transformou em um ponto de encontro dos moradores que buscam atividades como aulas de ballet, mediação de leitura e contação de histórias.

Hoje, após quase 15 anos de atividades, a biblioteca passa por um processo de revitalização integralmente apoiado pela consultoria imobiliária Cushman & Wakefield, que desde setembro do ano passado direciona mensalmente 20% de seu ISS ao Programa de Municipal de Apoio a Projetos Culturais (Pro-Mac). Ao todo, a empresa fará até julho deste ano um aporte de R$ 250 mil à União de Núcleos e Associações dos Moradores de Heliópolis (UNAS), que mantém a biblioteca.

Para ter melhor direcionamento  na escolha do projeto, a área de Sustentabilidade Corporativa  da Cushman & Wakefield contou com o apoio da Simbiose Social, uma consultoria que presta serviço à empresas que querem deduzir os impostos em iniciativas culturais.

Responsável por fazer o intermédio entre prefeituras e projetos, a Simbiose Social não só ajudou na aproximação com a UNAS, mas também na observação de todas as regras para a realização dos aportes e no cumprimento da legislação.

“Já participamos de eventos em parceria com a Simbiose Social para mostrar que é perfeitamente possível investir em cultura. Levando a nossa história de sucesso a outros potenciais investidores, incentivamos outras pessoas e empresas a investirem”, afirma Alessandro Vay, diretor de recursos humanos da Cushman & Wakefield.

Segundo o executivo, o apoio à Biblioteca Comunitária de Heliópolis é um feito duplamente inédito. “Fomos a primeira empresa a apoiar uma iniciativa através da nova lei de incentivo, assim como a UNAS foi a primeira entidade a receber um aporte.

O projeto de reestruturação compreende a realização de um novo conceito de biblioteca, que atuará em prol do desenvolvimento comunitário como bairro educador e com foco especial nas crianças do programa Curumins, que integra o serviço de proteção social às crianças e adolescentes vítimas de violência”, declara.

A revitalização  da biblioteca teve início este mês, e o início das novas atividades  está previsto para junho. O apoio de toda a alta gestão da Cushman & Wakefield tem sido importante para o cumprimento do cronograma, assim como o engajamento de colaboradores dos mais diversos departamentos da empresa.

Um exemplo é a ação do Programa WIN (Women’s Integrated Network), que promoverá a pintura da biblioteca no próximo dia 18 de maio, e está reunindo os voluntários interessados em ajudar na tarefa.

“É muito importante que todos tenham contato com a biblioteca e com a comunidade, pois só assim será possível entender o nosso apoio ao projeto. Não queremos exercer o mero papel de investidores, e sim participar de todos os processos e ações pontuais relacionadas a essas pessoas, acompanhando tudo de perto e mantendo uma relação de parceria”, explica Vay.

 

Informações: www.cushmanwakefield.com.br