Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Foto: Eduardo Pozella Decoração - Postada em: 18/01/2022

Décor com personalidade:

Entusiastas do recurso para diferentes propostas de decoração, as arquitetas Giselle Macedo e Patricia Covolo falam sobre o material, explicam como realizam a escolha e como utilizar sem errar

A intensidade do papel de parede com o verde das folhagens trouxe vida e uma identidade singular ao hall de entrada. No complemento, as arquitetas Giselle Macedo e Patricia Covolo apostaram no aparador com madeira clara e um arranjo com folhas | Foto: Eduardo Pozella

Um bom papel de parede pode ser a peça-chave no décor de ambientes. Com um lastro enorme de preferências, que vão desde as estampas mais discretas, com apenas uma coloração ou textura, ou aqueles mais exuberantes com tons fortes, estampas diversificadas ou paisagens em 3D.

Com predileções para todos os gostos e propostas decorativas, essa gama de infinitas oportunidades pode gerar muitas dúvidas na hora de compor o projeto de arquitetura de interiores. “Além disso, alguns aspectos relacionados ao produto e ao ambiente em que o papel de parede fará parte devem ser levados em consideração”, ressalta Giselle

 

Macedo, sócia de Patricia Covolo no escritório Macedo e Covolo. Em linhas gerais, a dupla de arquitetas explica que o mercado dispõe de papéis de parede produzidos a partir de três tipos de materiais primas, que vão desde a mais habitual, a celulose, até o vinílico, de PVC, e o Non Woven, formado tanto por fibra têxtil, como por fibra de celulose.

Nesse projeto, o papel de parede neutro de celulose foi escolhido pelas arquitetas para trazer aconchego ao quarto

No momento da especificação, a indicação varia de acordo com o cômodo em que será instalado. De uma maneira geral, os vinílicos são eleitos para revestir paredes de ambientes em que a facilidade de manutenção se faz necessária. “Em detalhes de uma cozinha ou uma sala de almoço, o papel de parede pode fazer bonito e, no tocante à limpeza, um pano úmido com detergente neutro resolve tudo”, explica Patrícia. Já o papel de parede fabricado com Non Woven se revela como a solução para espaços caracterizados pela umidade, como um banheiro.

 

Entretanto, as profissionais são unânimes em afirmar que, embora a matéria-prima seja recomendada por ‘respirar’ melhor, sua aplicação só é efetivada se o espaço apresentar uma janela e se a utilização em si não for muito intensa. “Em um banheiro social, que atende mais a função de um lavabo, esse papel de parede pode se adequar perfeitamente. Sabendo que o vapor nesse banheiro será ocasional, podemos sim considerar sua presença no décor”, complementa Giselle.

Para esse banheiro, a moradora pediu por um papel de parede diferente, nada convencional. Quando viu esse casario no catálogo, foi amor à primeira vista.| Foto: Eduardo Pozella

5       principais dicas para quem quer utilizar papel de parede

 

As arquitetas do escritório Macedo e Covolo compartilham 5 dicas para a utilização de papéis de parede na decoração:

 

·      Escolha o tipo de material certo para o ambiente

·      Defina o seu objetivo e escolha um papel que faça alguma mudança no ambiente, seja para chamar atenção ou somente trazer aconchego

·      Escolha um papel de parede de qualidade

·      Contrate uma mão de obra especializada para a instalação

·      Identifique bem as medidas das paredes, a sua altura e largura.

 

Como vimos, o papel de parede pode ser aplicado para cumprir diferentes funções e desejos no décor. E uma coisa é certa: junto com a versatilidade e rapidez, a principal delas é trazer personalidade ao ambiente. Com ele, uma parede sem graça pode ser transformada na atração da casa com uma bela estampa.

A ideia era que cantinho de maquiagem do quarto da jovem tivesse a cara de um camarim, por isso nesse projeto as arquitetas optaram por um sofisticado papel de parede de flores | Foto: Eduardo Pozella

Para facilitar a deliberação, detalhes como o objetivo e a ideia que deseja passar devem ser considerados. Cores mais claras podem criar um clima de tranquilidade e, no contraponto, a cartela de tons intensos contribui com o intuito de agregar alegria e diversão. Em dormitórios de crianças, estampas de bichinho exprimem ares lúdicos e pueris, enquanto a representação de letras ou geométricos propiciam uma inspiração vintage. “A decisão gira em torno dos gostos pessoais dos moradores e da personalidade deles. Tudo precisa se combinar para que possam se sentir bem no local e conviver com a estampa por um longo período”, declaram as profissionais.

No quarto de bebê, Giselle Macedo e Patricia Covolo investiram por um papel de parede nas cores rosa e lilás em tons pastel com o intuito de oferecer aconchego e tranquilidade | Foto: Eduardo Pozella

Rapidez na execução

Além de trazer personalidade, o papel de parede é a opção mais rápida para quem quer inovar. Ao contrário da pintura, não são necessárias várias camadas para a sua finalização, tornando o processo de instalação ainda mais efetivo. A variedade também é tamanha, uma vez que o mercado dispõe de uma sorte de estilos, estampas e medidas para todos os gostos.

 

Sobre Giselle Macedo e Patricia Covolo

Giselle Macedo, arquiteta e urbanista graduada pelo Mackenzie e Patricia Covolo, graduada em Artes Plásticas pela Universidade São Judas e em Design de Interiores pela Panamericana Escola de Arte e Design, associaram-se em 2009 e, desde então, desenvolvem projetos de arquitetura e design de interiores nas áreas residencial e comercial. Ambas acumulam vasta experiência em arquitetura, atuando em renomados escritórios desde 1998 e 2004, respectivamente.

Em seu trabalho, buscam a excelência do atendimento personalizado, em que cada projeto é único, não importando a dimensão. Adequar os desejos dos clientes aos espaços é uma busca constante. Ambas visam a qualidade funcional e estética, para ao final de cada projeto, ele sinta a satisfação de usufruir de um ambiente que reflita sua personalidade. Giselle e Patrícia estão sempre pesquisando novas soluções e materiais, seguindo as tendências do mercado nacional e internacional. Desenvolvem um trabalho com estilo contemporâneo e moderno, mas ao mesmo tempo aconchegante. E Sempre atual.

Fotos: Eduardo Pozella