Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Sao Bernardo Guia de compra - Postada em: 19/05/2015

Dicas auxiliam para investir em imóveis no Grande ABC

Localização, infraestrutura e preços são alguns atrativos da região, que é uma boa opção para aquisições de unidades

 

Estudo realizado pela consultoria Prospecta Inteligência Imobiliária aponta as 100 melhores cidades com menos de 1 milhão de habitantes para se investir em imóveis. Cinco cidades da região do Grande ABC estão entre elas, com destaque para São Bernardo do Campo na primeira posição e Santo André na terceira. Diadema ocupou a 31ª posição, São Caetano do Sul ficou em 36º lugar e Mauá, 39º.

A pesquisa avaliou as atratividades dos municípios a partri da demanda. Para Robson Toneto, diretor de vendas da construtora MBigucci, esses dados reafirmam que a região tem um grande potencial ainda a ser explorado para investimentos no mercado imobiliário.

Para orientar quem deseja adquirir uma unidade e aportar no segmento no Grande ABC, confira dez mandamentos para fazer um bom negócio na região:

 

Localização: Com o anúncio do Monotrilho no ABC, Linha 18-Bronze, que ligará as cidades de São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul à estação Tamanduateí, em São Paulo, o interessante é buscar imóveis em um raio de 1 km de onde estarão as futuras estações dessa linha. A tendência de valorização será maior nesses locais.

 

Se o objetivo é retorno financeiro, com a venda ou locação do imóvel, opte por imóveis menores, de até 60m², que têm maior liquidez e rentabilidade. Mesmo se tiver capital para comprar um imóvel maior, de 120m², por exemplo, quando o assunto é rentabilidade, o ideal é comprar dois menores.

 

Prefira imóveis próximos a shoppings, centros comerciais e faculdades/universidades que fornecem um grande fluxo de possíveis compradores/locadores. As universidades da região do ABC têm recebido muitos alunos de cidades do Interior de São Paulo e até de outros Estados que buscam imóveis para locar.

 

Aposte nas tendências dos novos projetos como os lofts, studios e empreendimentos mistos, que estão com grande aceitação no mercado, principalmente para quem vai morar sozinho. Os lofts são apartamentos sem paredes, com pé direito alto (3m ou 6m – duplex) que fazem grande sucesso nos Estados Unidos e agora no Brasil.

 

Serviço pay-per-use também é um outro diferencial que vale observar. São serviços fornecidos pela administradora do condomínio e pagos a parte, como limpeza, lavanderia, refeições congeladas, manutenção, personal trainer entre outros. Geralmente são oferecidos para empreendimentos tipo lofts e studios.

 

Terraço com churrasqueira é um item importante a considerar na escolha do empreendimento. Em geral, os paulistas já deixaram claro que até pagam um pouco a mais para terem a churrasqueira na varanda.

Cinco cidades da região estão entre as 100 melhores com menos de 1 milhão de habitantes para comprar imóveis. Santo André (foto) é a terceira
Cinco cidades da região estão entre as 100 melhores com menos de 1 milhão de habitantes para comprar imóveis. Santo André (foto) é a terceira

 

Condomínio clube não sai de moda. Lazer e segurança no quintal de casa é a facilidade que todo mundo procura, mesmo para quem vai alugar.

 

Opte por empreendimentos até 400 apartamentos, onde o valor do condomínio será menor, já que é diluído pela quantidade de unidades. Esse é outro item suma importância – o valor do condomínio, pois ninguém quer pagar condomínio caro. Imóveis com muitas unidades, acima de 400, possuem muita oferta e consequentemente menor valorização para venda/locação. É a lei da oferta e procura.

 

Pesquise o histórico da construtora, se é sólida, se tem dívidas, se entrega os imóveis no prazo. Visite obras já entregues e converse com os moradores. Não se esqueça também de checar se o imóvel a ser comprado possui incorporação de condomínio registrada no Registro de Imóveis.

 

Compre ainda na fase de lançamento, quando as condições de pagamento são mais facilitadas e o valor diluído em cerca de três anos. Lembrando que durante a construção não se paga juros, somente a correção pelo INCC (Índice Nacional de Custos da Construção).

 

“Vale ressaltar que nem sempre será possível a presença de todos esses itens que relacionamos em um único imóvel, mas serve de direcionamento para uma análise conjunta na hora de escolher uma unidade para investimento”, destaca Toneto.

 

Informações: www.mbigucci.com.br