Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Edificio Amadis Mercado - Postada em: 08/11/2019

Edifício Amadis, da Tarjab, é apresentado como case em Congresso Internacional de Construção Sustentável na França

Residencial é o 1º do país com selo verde AQUA-HQE Habitação Social Sustentável

 

O Edifício Amadis, primeiro empreendimento residencial do Brasil com o selo AQUA-HQE Habitação Social Sustentável – concedido pela Fundação Vanzolini da USP e pelo Cerway International -, foi apresentado como case na 8ª edição do Cities to Be – Congresso Internacional de Construção Sustentável – na França. O evento reuniu profissionais de todo o mundo por dois dias para compartilhar experiências relacionadas a sustentabilidade em edifícios, bairros, infraestrutura e territórios, ressaltando aspectos como: qualidade de vida, respeito ao meio ambiente e gestão econômica. Com o objetivo de alavancar a implementação concreta dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030, a conferência teve a participação de 1.690 congressistas, 2.654 visitantes, 100 parceiros, 23 expositores e 29 nações em 65 horas de conteúdo.

A Tarjab Incorporadora, responsável pelo projeto, foi representada pela diretora da proActive Consultoria, Ana Rocha Melhado, que discorreu sobre o custo adicional gerado nas construções sustentáveis. “Essa é uma preocupação constante do empresariado, visto que esses custos devem ser previstos e adicionados desde as primeiras fases de concepção de um projeto arquitetônico e de engenharia. Demonstrar que esses custos são retornados plenamente durante a obra e a fase de operação e uso é o grande desafio de todos os atores envolvidos na implantação das certificações ambientais no Brasil. O case do residencial Amadis mostra isso de maneira bem clara.”, explica a executiva.

O Amadis é o 500º edifício a receber o selo AQUA-HQE e teve assessoria da proActive Consultoria para obter a chancela. O selo AQUA-HQE é baseado no sistema de avaliação de sustentabilidade internacional HQE (Haute Qualité Environnementale), que teve origem na França e exige que o empreendimento esteja de em acordo com as 14 categorias de desempenho que compõe o seu processo, agrupadas nos temas: conforto, saúde e baixo impacto ambiental.

Para que o empreendimento pudesse atender a esses requisitos, começando pelo processo construtivo, foram previstas medidas para que o canteiro de obras tenha baixo impacto ambiental. Nele serão adotadas medidas como a proteção da vegetação, coleta seletiva de resíduos dando maior atenção para os resíduos contaminantes, disponibilização de um canal para comunicação com os vizinhos, uso de produtos com menor impacto ambiental (como tintas à base d´água) e reaproveitamento da construção do stand de vendas para as áreas de vivência e administrativas da obra.

Em relação à operação, o condomínio contará com dispositivos para controle automático da iluminação das áreas comuns, infraestrutura para aquecimento solar e equipamentos mais eficientes, reduzindo assim o consumo de energia. Haverá ainda sistemas economizadores de água como: bacias sanitárias de duplo fluxo, torneiras das áreas comuns com fechamento automático ou com acesso restrito, restritores de vazão e arejadores nos metais sanitários.

“Através de certificações ambientais conseguimos garantir a avaliação e ter atestado que estamos cumprindo normas técnicas e referenciais de sustentabilidade consagrados, como é o caso da certificação AQUA-HQE. Com esse tipo de diretriz, o cliente consegue analisar os empreendimentos com um olhar técnico e comparar empreendimentos com a mesma qualidade técnica. Acreditamos que as construções sustentáveis têm maior vida útil, redução do custo de manutenção e maior valorização do empreendimento”, explica o diretor-técnico da Tarjab, Sérgio Domingues.

Localizado na rua Amadis, 81, Ipiranga, o Amadis é um empreendimento composto por uma torre de 22 pavimentos, totalizando 177 apartamentos. As unidades possuem 36,68 m² a 44,79 m² privativos, 2 dormitórios e 1 vaga de garagem.

 

Informações: http://tarjab.com.br