Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Beach articles on a table wooden slats and sea background Cidades - Postada em: 08/01/2019

Férias de Verão têm aumento de até 390%

A expectativa de um verão tórrido, com dias de muito calor, o aumento da confiança dos consumidores e o otimismo com uma possível melhoria da situação econômica do País nos próximos meses não foram ignorados pelos donos de imóveis que costumam alugá-los para as temporadas de férias nas cidades mais procuradas do Litoral de São Paulo.

Pesquisa feita com 29 imobiliárias de 10 cidades do Litoral paulista pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CreciSP) apurou que houve aumento generalizado nas diárias de locação de casas e apartamentos para as férias de verão deste ano em relação aos preços do ano passado. Em 19 tipos de imóveis disponíveis para alugar nessas imobiliárias, 11 estão com diárias mais caras e apenas quatro com valores menores.

As cidades da faixa central do Litoral, como Guarujá, e as do Litoral Norte, como Ubatuba e São Sebastião, são as que mais sentiram o impacto dessa onda de otimismo dos donos de imóveis. Apartamentos de 3 dormitórios no Guarujá têm diária média de R$ 2.700,00, ou 390,9% a mais que os R$ 550,00 cobrados no período Janeiro/Fevereiro de 2018. Foi o maior aumento dentre todos os tipos de imóveis ofertados.

O segundo maior aumento também foi registrado nessa mesma região – as diárias de apartamentos de 2 dormitórios subiram 339,02%, passando da média de R$ 410,00 no ano passado para R$ 1.800,00 agora. Segundo os resultados da pesquisa CreciSP, ficaram, porém, mais baratas as diárias de casas – as de 3 dormitórios baixaram 9,51% (de R$ 1.166,00 para R$ 1.055,00) e as de 2 dormitórios estão custando 8,89% menos (de R$ 933,00 para R$ 850,00).

No Litoral Norte, apartamentos de 3 dormitórios estão sendo oferecidos em média por R$ 2.700,00, preço 266,35% maior que os R$ 737,00 cobrados nas férias de 2018. Apartamentos menores, com 2 dormitórios, também estão com diárias mais caras – elas custam em média R$ 1.800,00, 260% a mais que os R$ 500,00 do período anterior. A pesquisa não encontrou referências de preços de apartamentos de tipo quitinete, de 1 e de 4 dormitórios.

Nessa faixa do Litoral, por sinal, todos os tipos de casas que as imobiliárias têm em oferta para alugar estão com diárias mais caras, começando pelas de 1 dormitório. A diária na temporada de férias passada custava em média R$ 313,00, valor que agora subiu 155,59% e sai em média por R$ 800,00 diários. (ver quadro anexo).

Mais baratos no Sul

Foi no Litoral Sul de São Paulo que a pesquisa CreciSP registrou os menores valores de diárias para as férias de Janeiro/Fevereiro. Em 5 tipos de imóveis em oferta nas imobiliárias pesquisadas em cidades como Praia Grande e Peruíbe, três estão com diárias mais caras e dois, mais baratas na comparação 2018/2019.

Mesmo tendo aumentado 60%, de R$ 150,00 para R$ 240,00 – e este foi o maior aumento nessa região – os apartamentos tipo quitinete nessas cidades são os que têm as diárias mais baratas para as férias de Janeiro/Fevereiro. A segunda diária mais barata de toda a pesquisa CreciSP é a de apartamentos de 1 dormitório também no Litoral Sul – são ofertados em média por R$ 300,00 diários, valor que é 30,43% maior que os R$ 230,00 da temporada anterior.

A pesquisa CreciSP não encontrou nas 29 imobiliárias pesquisadas ofertas para locação de apartamentos de 3 e 4 dormitórios, apenas casas. As de 3 dormitórios custam em média R$ 524,00 diários, 9,18% a menos que os R$ 577,00 das férias passadas, e as de 4 dormitórios podem ser alugadas em média por R$ 1.075,00, 23,56% a mais que os R$ 870,00 da temporada 2018.

Vantagem da locação

“Ainda é mais vantagem alugar uma casa ou apartamento porque se pode ter por exemplo, até 10 pessoas em um imóvel de 3 dormitórios, e com cozinha para se preparar as refeições, sempre um custo considerável quando se opta por restaurantes nessas épocas de grande demanda”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do CreciSP.

“Você pode não ter a comodidade de um café da manhã à sua espera, pronto e sem nenhum trabalho, mas terá a compensação de um grande alívio no bolso”, completa. “É só fazer as contas para ver a vantagem que, é claro, será financeira, já que o aluguel não traz junto arrumadeira, camareira e serviço de quarto”, acrescenta.

Ele cita como exemplo dessa vantagem competitiva da locação diária de imóveis particulares em relação aos hotéis, o balneário de Guarujá, um dos mais procurados. Hotéis com classificação 4 ou 3 estrelas, bem localizados e situados em praias como a da Enseada, estavam cobrando em média, na última semana deste ano, entre R$ 900,00 e R$ 1.350,00 pelas diárias para duas pessoas.

Segundo apurou a pesquisa do CreciSP, casas de 4 dormitórios nessa mesma região podem ser alugadas por R$ 1.740,00 diários, em média. Apartamentos de 3 dormitórios custam em média R$ 2.700,00 diários, mas os de 2 dormitórios saem por R$ 1.800,00.

Se a opção for pelo Litoral Sul, uma casa de 4 dormitórios custará R$ 1.075,00 diários, podendo acomodar até mais que 10 pessoas, dependendo da negociação que se faça com os locadores por meio das imobiliárias.

“Negociar sempre é possível e nunca é demais, mas negociação segura de fato é por meio de corretores e imobiliárias credenciadas pelo Creci”, recomenda Viana Neto. O presidente do CreciSP adverte que os profissionais que têm registro no Creci respondem por seus atos e compromissos e seguem padrões e códigos de ética que regulam a atividade de forma a assegurar a lisura das locações.

“Quem não quer ter o dissabor de alugar o que não existe e só descobrir que foi enganado quando chegar à praia precisa ter cuidado com sistemas de oferta que não oferecem garantias reais e confiáveis e principalmente com particulares que oferecem imóveis de sonho a preços irreais e fantasticamente convidativos”, alerta.

A pesquisa CreciSP com 29 imobiliárias foi feita nas cidades de Ubatuba, São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba, Bertioga, Santos, Guarujá, Praia Grande, Peruíbe e Mongaguá.

Janeiro

Férias 2018 x Férias 2019

Litoral Norte

Kit

1 Dorm

2 Dorm

3 Dorm

4 Dorm

Casas 2018

-

R$ 313,00

R$ 475,00

R$ 800,00

R$ 1.616,00

Casas 2019

-

R$ 800,00

R$ 850,00

R$ 1.055,00

R$ 1.740,00

Variação %

-

155,59%

78,94%

31,87%

7,67%

Apto 2018

-

R$ 250,00

R$ 500,00

R$ 737,00

R$ 1.600,00

Apto 2019

-

-

R$ 1.800,00

R$ 2.700,00

-

Variação %

-

-

260%

266,35%

-

Litoral Centro

Kit

1 Dorm

2 Dorm

3 Dorm

4 Dorm

Casas 2018

-

-

R$ 933,00

R$ 1.166,00

-

Casas 2019

-

R$ 800,00

R$ 850,00

R$ 1.055,00

R$ 1.740,00

Variação %

-

-

-8,89%

-9,51%

-

Apto 2018

R$ 150,00

-

R$ 410,00

R$ 550,00

R$ 2.000,00

Apto 2019

-

R$ 1.700,00

R$ 1.800,00

R$ 2.700,00

-

Variação %

-

-

339,02%

390,90%

-

Litoral Sul

Kit

1 Dorm

2 Dorm

3 Dorm

4 Dorm

Casas 2018

-

-

R$ 383,00

R$ 577,00

R$ 870,00

Casas 2019

-

-

R$ 362,00

R$ 524,00

R$ 1.075,00

Variação %

-

-

-5,48%

-9,18%

23,56%

Apto 2018

R$ 150,00

R$ 230,00

R$ 350,00

R$ 450,00

R$ 750,00

Apto 2019

R$ 240,00

R$ 300,00

R$ 350,00

-

-

Variação %

60%

30,43%

-

-

-

 

www.crecisp.gov.br

Imagem: @istock/Davizro