Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Foto 2 Cidades - Postada em: 08/02/2019

Goiânia ganha empreendimento com fachada que resgata estilo Art Déco

Residencial Pátio Coimbra, construído num dos bairros mais tradicionais da cidade, chama atenção por possuir uma fachada singular, atual e com detalhes de características típicas desse famoso padrão arquitetônico de origem francesa.

Com uma atmosfera nostálgica, transmitindo o aconchego que predomina no Coimbra, um bairro histórico de Goiânia, os moradores do Residencial Pátio Coimbra celebram a entrega do empreendimento, que leva a assinatura das empresas , Cabral Empreendimentos e GO Urbanismo e possui fachada que resgata o estilo Art Déco.

 Fundada nos anos de 1930, Goiânia foi uma das primeiras cidades planejadas do Brasil. Nascida sob essa marca da modernidade, o autor de seu traçado urbano, o arquiteto Attílio Corrêa Lima, elegeu o Art Déco como o estilo arquitetônico oficial das edificações da nova capital. Ainda hoje, a cidade reúne um dos maiores e mais representativos acervos do mundo desse famoso padrão arquitetônico.

 Um novo empreendimento residencial entregue neste ano no Setor Coimbra resgata as linhas circulares, as retas estilizadas e o uso de formas geométricas, compondo designs abstratos, que são características típicas do estilo Art Déco. Trata-se do Residencial Pátio Coimbra, que representa a modernidade e a tradição do bairro ao mesmo tempo.

 O empreendimento com 32 pavimentos e 98 metros de altura se destaca na paisagem horizontalizada das casas. Mas a torre tem um ar nostálgico com as linhas circulares, as retas estilizadas e o uso de formas geométricas compondo designs abstratos, que são características típicas dessa escola artística que predominou nas construções dos primeiros anos da capital.

“Mesmo com as transformações urbanas que estão acontecendo na cidade e no bairro, de alguma forma buscamos preservar a história do bairro e do lugar”, conta o incorporador Guilherme Pinheiro de Lima, que construiu o edifício juntamente com a Cabral Empreendimentos e GO Urbanismo.

 O endereço onde está o prédio, a Rua 220, abrigou o Goiânia Tênis Clube, um dos mais tradicionais locais de lazer para o goianiense nos anos 1950. Depois do clube, o local abrigou o clube de dança Sanfona de Ouro, agremiação que foi um dos principais pontos de eventos sociais da capital nas décadas de 1960 e 1970. Na sequência, o Pátio Coimbra ocupou este espaço.

 O proprietário Augusto Borges, que mora no Setor Coimbra há 60 anos, ressalta que as linhas Art Déco do Pátio Coimbra lhe trazem boas lembranças da época que em chegou à capital vindo de Buriti Alegre (GO), em 1957. “Eu vinha ao Tênis Clube jogar futsal. São tempos muito bons”, recorda o aposentado.

 A torre única do Pátio Coimbra possui 29 andares. São oito apartamentos por andar, sendo quatro deles de 3 quartos e mais quatro de 2 quartos. O residencial conta ainda com lazer completo e duas salas comerciais.

 O bairro, que no passado era passagem entre a nova capital e Campinas, acabou tornando-se uma localização interessante com o crescimento da cidade, com acessos alternativos às vias de grande fluxo. O empreendimento fica a 500 metros da Avenida Anhanguera e a 350 metros da Avenida Castelo Branco, duas das principais vias de Goiânia.

Crédito: Silvano Vital

Texto via Agência