Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Orlando Giro pelo mundo - Postada em: 07/05/2019

Imóvel em Orlando é mais barato do que em SP

Além de m2 mais em conta, rendimento com aluguel é duas vezes maior; Authentic Real Estate Team assessora compra e locação de casas por temporada

 

O mercado imobiliário no Brasil voltará a crescer em 2019, após três anos de retração. Mas para o investidor que busca oportunidades mais rentáveis, a cidade de Orlando, no estado norte-americano da Flórida), tem preço por m2 mais baixo e melhores perspectivas de rentabilidade. Segundo a Authentic Real Estate Team, imobiliária especializada em comercialização de mansões e casas luxuosas na cidade americana, seu contínuo crescimento é uma boa oportunidade se comparada com o mesmo investimento em São Paulo.

A população de Orlando cresce 2,3% ao ano (50 mil habitantes) e o Local Market Monitor estipula que o preço dos imóveis deve aumentar 35% até 2021. “Em Orlando não há tempo ruim. Por mais que seja mais alto no final e no meio do ano, o turismo é constante e alugar casas tanto para residentes quanto por temporada é um bom negócio”, afirma o fundador da empresa, Tiago Ferreira.

Casa em Orlando é mais barata que SP

Tiago destaca que o metro quadrado de uma casa na cidade custa, em média, US$ 1,5 mil – em torno de R$ 6 mil, considerando o dólar a R$ 4 –, enquanto o de um imóvel em bairros equivalentes em São Paulo é de R$ 8 mil. Além disso, o rendimento dos aluguéis é de 6% a 8% de lucro líquido ao ano, enquanto por aqui o comum é ser de 0,3% por mês, somando 3% a 4% ao ano.

“Com R$ 2,6 milhões é possível adquirir uma casa em Orlando de padrões muito acima de uma com o mesmo preço em São Paulo, por exemplo. Além da facilidade em alugar, ao final de 12 meses o proprietário recolheria, em média, US$ 53.471, enquanto no Brasil o valor seria de R$ 93,6 mil, que corresponde a US$ 23,4 mil”, exemplifica Ferreira

Outro ponto vantajoso é o baixo preço de condomínios: um residencial dos mais luxuosos, com jardinagem, piscina, serviços de TV a cabo, internet, telefone e toda a estrutura de um clube cobra, um valor mensal de US$ 350 (cerca de R$ 1,4 mil). “Para os consumidores de classes A e B, apostar nesses imóveis é principalmente diversificar os investimentos e dolarizar o próprio patrimônio”, declara o fundador da Authentic Real Estate Team

Marketing e reservas garantidos

Desde 2014 em atuação no mercado americano, Ferreira enxergou o potencial de Orlando para os brasileiros, turistas que mais visitam o local há muito tempo, e especializou-se em atender esse público. A empresa conta com as melhores parcerias para ajudar na compra e também oferece um serviço de reservas exclusivas (book agency), de onde vêm 40% a 70% das receitas com aluguel das casas de clientes. Em 2018, o empresário ganhou dois prêmios nos EUA, um de empresas que mais faturaram e outro de mais vendas de imóveis no ano.

 

Informações: https://casasavendaorlando.com.br