Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Nova Capital_Fachada Mercado - Postada em: 12/02/2019

Mercado Imobiliário otimista impulsiona crescimento de franquias do setor

Rede Imobiliária Nova Capital aproveita o bom momento e pretende abrir 50 novas unidades em 2019.

Com um crescimento de 10% em 2018, o mercado imobiliário, está otimista em 2019. O setor, que há pelo menos 5 anos apresentava resultados bem abaixo do esperado, dá agora sinais de retomada e com isso impulsiona novos negócios. Essa é a aposta da rede Imobiliária Nova Capital, que está em expansão no país e busca franqueados para chegar a 50 unidades até dezembro.

 Lançada no franchising brasileiro no segundo semestre de 2018, a rede nasceu em Sinop-MT e possui sete unidades e três modelos de negócio, com investimento inicial que varia entre R$17mil e R$50mil. Esses modelos foram formatados e desenvolvidos para atender as necessidades de cidades conforme o seu tamanho e também para ter rápida instalação e lucratividade. Só em 2018, a rede faturou 120 milhões.

 Depois de seis anos em queda, a venda de imóveis residenciais cresceu cerca de 10%. Já nos imóveis corporativos, dados da Cushman & Wakefield mostram a taxa de vacância em São Paulo atualmente em 21,4%, ante o pico de 29,5% observado em 2016. Quando se leva em consideração os contratos já assinados de empresas que ainda não mudaram de prédio, essa taxa já cai para 18%.

Nova Capital, modelo home office/ Divulgação
Nova Capital, modelo home office/ Divulgação

Para o sócio diretor da rede, Richard Neves, o momento para se investir em franquias do setor imobiliário é propicio. “Devido ao crescimento que se projeta do mercado imobiliário, surge a oportunidade de, com um investimento de no máximo R$120 mil, para a  pessoa entrar em um mercado aquecido, com payback curto, onde poderá chegar a um patamar de lucro que pouquíssimas marcas oferecem na mesma faixa de investimento”, comenta.

 Outro indicador importante da retomada do setor imobiliário são as já anunciadas medidas do CMN (Conselho Monetário Nacional), que amplia o teto do valor dos imóveis financiados pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação) até R$ 1,5 milhão.

 O diretor ainda aponta que ao contrário do mercado americano, onde 95% das imobiliárias são franquias, no Brasil apenas 5% são redes. “Existe ainda muito espaço a ser explorado e conquistado. Como franquia, oferecemos para nossos clientes e novos franqueados um padrão de atendimento com processos, treinamento continuo para as equipes de corretores, tecnologia que uma imobiliária tradicional do ramo muitas vezes não consegue alcançar”,completa Neves.

 Nos próximos meses a rede já possui inaugurações previstas nas cidades Cuiaba, Rio de Janeiro e São Paulo.

Mais informações no site www.franquiaimobiliaria.com.br

Foto em destaque: Nova Capital_Fachada / Divulgação