Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
mercado Top Lists - Postada em: 06/04/2021

Oito dicas para não errar na hora de escolher um imóvel

Critérios como infraestrutura, adaptação para idosos e pessoas com deficiência (PcD) e o tempo de construção são pontos que devem ser considerados, segundo fintech CredPago

 

Em meio a tantas incertezas, reflexo da pandemia, uma máxima representa boa parte dos brasileiros: bem-estar e mais conforto em seus lares. O sentido do morar tomou uma proporção mais significativa e residir perto do trabalho já não é mais uma prioridade para muitas pessoas. O comportamento fica marcado em pesquisas do setor imobiliário que revelam: índice maior de buscas por imóveis longe dos grandes centros urbanos, preferência por casas maiores, e em condomínios, além de chácaras.

Mas, diante destas perspectivas, ainda deve permanecer o cuidado em analisar cada detalhe quando for alugar um imóvel, sugere o CEO da CredPago, startup referência em garantia de aluguel, Jardel Cardoso. “As famílias estão procurando cada vez mais qualidade de vida e flexibilidade. O mercado oferece diversas opções, contudo é preciso ficar atento para não cair em ciladas”, comenta, ao elencar 8 dicas para realizar a escolha certa, confira:

1) Defina as necessidades da família

O primeiro passo é definir a necessidade de cada família e para isso é preciso considerar sua formação e prioridades. A quantidade de banheiros também é um fator importante, além do tamanho dos cômodos.

2) Infraestrutura

No caso de quem tem uma família maior, é sempre bom analisar o local, se possuem brinquedoteca, uma área destinada para as crianças, ou então um espaço que consiga suprir essa necessidade. Para os adultos, academia, quadras, lavanderia compartilhada e piscina.

3) Casa ou apartamento

Cada opção apresenta vantagens e desvantagens. Muitas pessoas só sentem que têm privacidade de verdade quando moram em uma casa, além de não se preocuparem com regras de um condomínio e desfrutarem de mais espaços livres.

Já o apartamento é uma das principais opções para quem prioriza a segurança e acesso às áreas de lazer e convivência dentro do condomínio.

4) Estude a região para qual está pensando em mudar

É importante observar se a localização atende a uma boa infraestrutura no entorno, segurança, serviço e transporte público. Para os pais e responsáveis, pode ser legal mapear escolas na região.

5) A garagem

Alguns imóveis têm espaço apenas para um carro e pode não adequar à necessidade do morador. Nesse caso, uma solução é procurar estacionamentos próximos ao imóvel ou verificar a possibilidade de negociar a vaga com outro morador.

6) Idade do imóvel

Com os imóveis mais antigos é comum aparecer reformas ou manutenções com mais frequência, já os novos terão mais tecnologias, exigindo menor manutenção do que os imóveis construídos há mais de 10 anos ou 20 anos.

7) Para os donos de pets

Em muitos condomínios, a presença dos animais de estimação não é bem-vinda e pode ser incômodo para outros moradores. Antes de alugar, pesquise as regras do condomínio em relação aos bichinhos e analise se os vizinhos têm animais de estimação também, para ter certeza que ali é um lugar pet friendly.

8) Idosos e PcD na família

Para famílias que tenham idosos ou pessoas com deficiência (PcD), é bom observar itens como o tamanho de portas, banheiros funcionais, rampas, elevador e acessibilidade para cadeirantes.

 

Informações: www.credpago.com.br