Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
mercado escritorios01 Guia de compra - Postada em: 17/10/2017

Quais cuidados devo tomar ao alugar um imóvel comercial?

Para a especialista Katia Antunes, o direito do locatário durante o prazo do contrato está resguardado

 

Sabe-se que ao alugar um imóvel para que ali funcione um ponto comercial, faz-se investimentos muitas vezes enormes. O empreendedor gasta tempo e dinheiro para adaptar um espaço que não é seu, porém, onde irá desenvolver um negócio que lhe pertence. Para auxiliar no processo, a advogada Katia Antunes elenca os principais cuidados ao alugar um ponto comercial.

Para os que pensam que a lei não está do lado do empreendedor, Katia esclarece: “A boa notícia é que sim, apesar do imóvel não ser de sua propriedade, há algumas precauções que o locatário pode tomar, a fim de assegurar o retorno do seu investimento.” São elas as seguintes:

– O contrato de locação deve ser celebrado por escrito;

– O prazo do contrato deve ser por período determinado;

– O prazo mínimo (ou a somatória dos períodos ocupados) deve somar 5 (cinco) anos;

– Deve constar cláusula contratual prevendo o cumprimento obrigatório do contrato por eventual comprador;

– O contrato de locação deve estar registrado na matrícula do imóvel.

Se estiverem presentes as cinco características, o direito do locatário durante o prazo do contrato está resguardado, desde que não ocorra nenhuma das situações abaixo, onde prevalece o direito de propriedade do locador:

– Poder Público determinar a realização de obras que importem na radical transformação do imóvel ou para fazer modificações de tal natureza e amplitude que aumente o valor do negócio ou da propriedade;

– Se o imóvel for utilizado pelo proprietário, seu cônjuge, ascendente ou descendente e desde que não seja utilizado para o mesmo ramo de atividade do locatário.

Há ainda uma proteção adicional, caso seja do interesse do locatário permanecer no imóvel pelo período adicional de até 5 anos e desde que esteja explorando a mesma atividade naquele local a pelo menos 3 anos: a possibilidade de propor Ação Renovatória. Vale ressaltar, entretanto, que a Ação Renovatória deve ser interposta no prazo de um ano a seis meses antes do término do contrato a ser renovado.

 

Informações: www.antunessilva.com