Acesse as melhores dicas
e informações do mercado
Sigmundo Golombek Decoração - Postada em: 12/08/2017

Sigmundo Golombek morreu aos 93 anos

Autor de grandes obras urbanas e rodovias, engenheiro foi pioneiro na consultoria de fundações no país

 

Na sexta, dia 11 de agosto, morreu aos 93 anos o engenheiro geotécnico Sigmundo Golombek. Professor universitário e empresário, ele projetou as fundações de grandes obras urbanas, como a Praça Roosevelt, no Centro de São Paulo, e de obras de arte rodoviárias (pontes e viadutos) nas rodovias dos Bandeirantes e Imigrantes, entre centenas de outros projetos espalhados por todo o país.

Nascido em São Paulo em 1923, Golombek mostrou desde cedo excelente performance acadêmica. Formou-se engenheiro na Escola Politécnica da USP e um pouco mais tarde foi professor da Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, atividade que exerceu por 19 anos.

A mais destacada obra de Golombek talvez tenha sido o seu pioneirismo ao abrir a primeira empresa de consultoria independente na área de fundações e contenções, a Consultrix. Até então, as empresas executoras de fundações faziam elas próprias o projeto de fundações – o que nem sempre redundava na melhor solução técnica.

Golombek abriu, portanto, um novo mercado. As empresas construtoras compreenderam, gradualmente, que era melhor, do ponto de vista técnico, contratar uma consultoria independente para fazer o projeto de fundações de um edifício ou de uma grande obra do que deixar essa atividade para a própria empresa de fundações.

“Meu pai viveu para o trabalho”, lembra Milton Golombek, que está à frente da Consultrix desde o ano 2000. “Ele comparecia diariamente à empresa até 2001, deixando de fazê-lo apenas em função de problemas de saúde”

“Trata-se uma grande perda para a engenharia geotécnica brasileira”, afirma o engenheiro Ilan D. Gotlieb, presidente da ABEG, Associação que reúne das empresas de projetos de fundações, da qual a Consultrix faz parte. “Golombek deixou um exemplo de trabalho, ética e competência técnica insuperáveis”.

Sigmundo Golombek deixa cinco filhos, 10 netos e 10 bisnetos. Será sepultado nesse domingo, 13 de agosto, às 11h30, no Cemitério Israelita do Butantã, que fica na avenida Eng. Heitor Antonio Eiras Garcia, 5.530, Jd. Educandário, zona oeste de São Paulo.

 

Informações: www.consultrix.com.br